Diário de um louco


Sempre que tenho a oportunidade  recomendo o conto “Diário de Um Louco” de Nikolai Gogol  (1809-1853) aos residentes e estudantes. A narrativa ilustra com humor e riqueza de detalhes a formação do delírio a partir de uma percepção delirante.

Encontrei dois links interessantes sobre o conto: aqui, um artigo publicado do BMJ e, aqui, um ensaio publicado no ótimo blog Ars Psychiatrica.

6 Responses to “Diário de um louco”

  1. Cristiano Clemente
    09/09/2010 at 5:16 pm #

    Muito bom mesmo o conto. Recomendadíssimo. O descobri quase por acaso pouco antes de você me falar dele.
    Ainda não encontrei por aqui os outros que você me recomendou (O Alef e Enfermaria 43). Se você achar e puder mandar os links agradeço.

    • S. Albuquerque
      09/09/2010 at 10:19 pm #

      Cara, o do Tchekhov voce acha pela net em inglês, chama-se Ward no 6, cruza com “Chekhov”
      Já O Aleph ,achei em português aqui: http://riesemberg.blogspot.com/2009/08/o-aleph-jorge-luis-borges.html

      • Cristiano Clemente
        10/09/2010 at 6:53 pm #

        E donde é que saiu esse meu 43? Vai ver que é por isso que eu não encontrava… hehehe.

      • Cristiano Clemente
        10/09/2010 at 9:48 pm #

        Lembre que por muito tempo teve as unidades 4,1, 3 e 5. Sem a 2 e nessa ordem de disposição sem qualquer explicação. Não custava ter pulado mais algumas…

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dostoiévski em crise « Fluxo do Pensamento - 13/09/2010

    [...] relacionados: Diário de um louco, Anatomia da poesia Categorias cultura, literatura, [...]

Leave a Reply