Medindo o estigma


Artigo importante
sobre o desenvolvimento de uma escala auto-aplicável para medir a estigmatização dos pacientes psiquiátricos.
Boa idéia para um artigo de validação de escala para o português.

We aimed to design a standardised measure of the stigma of mental illness that is firmly anchored in the experiences and views of mental health service users, and then to test its relationship to a measure of self-esteem. We predicted that stigma and self-esteem would be negatively correlated.

2 Responses to “Medindo o estigma”

  1. Paulo Hudson
    20/09/2010 at 3:58 pm #

    Muito interessante este artigo. Nós, R1s, tivemos uma idéia semelhante para um poster a ser apresentado no CBP deste ano. Elaboramos um instrumento para tentar avaliar como os funcionários de nível médio do HSMM entendem o transtorno mental — se é algo de etiologia organica, se outros fatores tais como o ambiente, por ex., podem influir, se o psiquiatra “sabe o que está fazendo”, como um cardiologista sabe ao escolher um anti-hipertensivo pra determinado paciente, ou vai passando remédio “na doida”. A verdade é que esta idéia veio da observação de “discussões” entre funcionários, como auxiliares de enfermagem e porteiros, com pacientes internados. Queria saber se as pessoas que mandam o paciente logorreico calar a boca, por ex., realmente acham que ele está falando porque quer, porque nao tem vergonha na cara, ou o que seja.

  2. S. Albuquerque
    20/09/2010 at 4:37 pm #

    A idéia do trabalho é muito boa e, se bem conduzida, dá até um artigo publicado. A maior dificuldadea meu ver seria essa, a do ” instrumento” de medida.

Leave a Reply