Archive | October, 2010

Como criar uma seita


Mind Control Made Easy é um curta-metragem pungente  sobre o poder de influência dos líderes de cultos radicais. Vale a pena reservar dez minutos para ver (em inglês, infelizmente não achei nenhuma versão com legendas)

Posts relacionados: Sentindo o futuro, Natureza humana, Psiquiatria & psicodelia

Leave a Comment

Amor ao horror


Algumas pessoas simplesmente adoram sentir medo. Eis uma boa (e breve) matéria da LiveScience sobre o poder magnético que os filmes de terror exercem sobre nossas mentes: Bloodlust or Bloodless? Horror Film Love Runs Deep.

So some people like being scared more than others. But why? The answer may lie in an aspect of personality known as sensation seeking. People who are high sensation-seekers thrive in response to intense experiences, said Marvin Zuckerman, professor emeritus of psychology at the University of Delaware.

Post relacionado: Vastas emoções e pensamentos imperfeitos

Leave a Comment

Ex libris


Alguns livros clássicos da literatura psiquiátrica (para download ou leitura online):

The Anatomy of Melancholy (1621) – Robert Burton (inglês, original)
Des Maladies Mentales Vol.1 & Vol. 2 (1838)- Jean-Étienne Esquirol (francês, original)
Traité des Maladies Mentales (1860) – B. A. Morel (francês, original)
Dementia Præcox and Paraphrenia (1919) – Emil Kraepelin (inglês, traduzido do alemão)
Traité Médico-philosophique sur L’Aliénation Mentale (1809) – Philippe Pinel (francês, original)
Lehrbuch der Psychiatrie (1911) – Eugen Bleuler (alemão, original)
Textbook of psychiatry (1924) – Eugen Bleuler (inglês, traduzido do alemão)

Post relacionado: Kraepelin e a paranóia, Delírio de negação

Leave a Comment

Cartum #4

(via Techno Tuesday)
história da psiquiatria, psicopatologia, artigos sobre esquizofrenia, artigos sobre depressão, alucinações, história da loucura
Leave a Comment

Delírio de negação


Gostei deste artigo sucinto sobre uma dos epônimos mais conhecidos da psicopatologia: O delírio de negação de Cotard a Séglas.

Cotard, seguindo Falret (1878), inscreve o delírio de perseguição no conjunto da melancolia. Os clínicos, em seu conjunto, demonstram grande prudência quando se trata de traçar uma linha fixa de demarcação entre perseguição e melancolia verdadeira. Temem o erro de diagnóstico, a confusão que pode alterar tanto o tratamento quanto o prognóstico.

Posts relacionados: Kraepelin e a paranóia; Delírio, Delusion, Whan

Leave a Comment

A cabeça de Darth Vader


The Psychology of Darth Vader Revealed
é um ótimo texto publicado na parte de cultura da LiveScience. Uns psiquiatras franceses falam em transtorno de personalidade borderline. Será?

The tragic hero of the “Star Wars” prequels displays patterns of instability and impulsivity in the second and third films that make him an obvious candidate for borderline personality disorder (BPD), according to French psychiatrists and psychologists.

Posts relacionados: Ciência desvairada, Arqui-inimigos da psiquiatria

Leave a Comment

Vastas emoções e pensamentos imperfeitos


Se existe um cineasta capaz de recriar com perfeição em filmes aquele clima dos sonhos, esse cineasta é David Lynch. O diretor americano sempre consegue reunir na tela com muita habilidade elementos que fazem a gente ressoar emocionalmente como se estivesse dentro do sonho ou pesadelo dos personagens.

Selecionei do Lynch e de outros diretores algumas grandes sequências oníricas do cinema (clique para ver o vídeo dos trechos):

- Twin Peaks (David Lynch)
- Um cão andaluz (Luis Buñuel)
- O Chamado* (Gore Verbinski)
- Cidade dos Sonhos (David Lynch)
- 8 1/2 ( Federico Fellini)
- O Grande Lebowski (Irmãos Coen)
- Spellbound (Alfred Hitchcock)
- Akira (Katsuhiro Ôtomo)

* Essa sequência não é propriamente de sonho mas entrou na lista pela dose de surrealismo.
Posts relacionados: Meta-sonhos, Jung e A Origem, Filmes e psicopatologia
Leave a Comment

Cartum #3

 

"Assim que seu dentista chegar, começamos"

 

Sobre o trabalho interdisciplinar.

(via The New Yorker)

Leave a Comment

Sentindo o futuro


Gostei dessa matéria do Psychology Today feita para céticos e crentes: Have Scientists Finally Discovered Evidence for Psychic Phenomena?! O texto é sobre novos rumos da pesquisa psicológica de fenômenos ditos paranormais.

So if we accept that these psi phenomena are real, how then can we explain them without throwing out our entire understanding of time and physics? Well, the truth is that these effects are actually pretty consistent with modern physics’ take on time and space.

A matéria baseia-se nos achados do seguinte artigo (no prelo) do dr. Daryl Bem.

Post relacionado: Mal de lua, O inconsciente e a bola

Leave a Comment

Cannabis confusa


Why Are the Effects of Marijuana So Unpredictable?
é uma matéria que pode interessar ao pessoal que estuda dependência química.

Consider marijuana, which can trigger dramatically different symptoms depending on the strain and context. It’s long been known that different strains of the drug contain various amounts of Tetrahydrocannabinol (THC), the main psychoactive ingredient. When people talk about the effects of the drug – such as giddiness, the munchies, and a sudden desire to watch The Big Lebowski* – they’re typically referring to the effects of THC.

(Via Mind Hacks)

*O Grande Lebowski (foto) é um grande filme, por sinal.

Post relacionado: Psiquiatria & psicodelia

Leave a Comment

Sobre livre arbítrio e campos magnéticos


Esta matéria
publicada no Telegraph sobre estimulação magnética transcraniana faz a gente refletir sobre a nosso real poder de escolha.

The idea that our bodies can be controlled by an outside force is a pretty astonishing one. “This is absolutely out of my control,” insists Prof Haggard, as his muscles continue to move. “I’m not doing it, Christina is. I’m just a machine, and she is operating me.”

Post relacionado: Prescrevendo música

Leave a Comment

O inconsciente e a bola


Predicting Soccer Matches After Unconscious and Conscious Thought as a Function of Expertis
e
é um estudo controlado bem curioso sobre a capacidade de prever resultados no futebol de maneira insconsciente. Parece que não precisa ser especialista no assunto para apostar.

Both experts and nonexperts predicted the results of soccer matches after conscious thought, after unconscious thought, or immediately. In Experiment 1, experts who thought unconsciously outperformed participants in all other conditions. Whereas unconscious thinkers showed a correlation between expertise and accuracy of prediction, no such relation was observed for conscious thinkers or for immediate decision makers.

(via Wired)

Post relacionado: Mal de lua

Leave a Comment

A mente do internauta


Um apanhado de 50 artigos
curiosos sobre psicologia e internet. Vale a pena ler com calma.

(via Psyblog)

Posts relacionados: Internet vs. inteligência, Lendo o presente

Leave a Comment

I wanna be sedated

Músicas sobre a loucura, a paranóia ou o processo de perder a razão. Algumas com senso de humor, outras nem tanto:

I wanna be sedated/ Psychotherapy (Ramones)
Shine on you crazy diamond /Brain damage (Pink Floyd)
Where is my mind? (The Pixies)
Subterranean homesick blues (Bob Dylan)
Basket case (Green Day)
Psycho killer (Talking Heads)
Under pressure (Queen & David Bowie)
Acute Schizophrenia Paranoia Blues (The Kinks)
Walking the cow (Daniel Jhonston)
Crazy (Gnarls Barkley)
Somebody’s watching me (Rockwell ft. Michael Jackson)
Son of Sam (Elliott Smith)
Paranoid (Black Sabbath)
Once (Pearl Jam)
Undone – the sweater song (Weezer)

:: Posts relacionados: Paint it black, Purple haze

Leave a Comment

Demência: ano zero

Gostei muito deste post do Neurophilosophy sobre o primeiro caso do dr. Alois Alzheimer. Uma das coisas curiosas é que a paciente Auguste Deter na época do diagnóstico tinha apenas 51 anos.

On November 25th, 1901, a 51-year-old woman named Auguste Deter was admitted to the hospital, and was examined by Alzheimer. Deter at first presented with impaired memory, aphasia, disorientation and psychosocial incompetence (which was, at that time, the legal definition of dementia)

:: Post relacionado: O primeiro autista

Leave a Comment