Vidas deixadas para trás

Raramente eu deparo com coisas tão comoventes como a exposição The Lives They Left Behind –  Suitcases from a State Hospital Attic.

A coleção de relatos e fotografias – que já se desdobrou em uma exposição itinerante e um livro – organiza-se a partir do material encontrado em malas abandonadas pelos pacientes do Willard Psychiatric Center, no estado de Nova York. O conteúdo foi encontrado após o fechamento da instituição em 1995.

Alguns dos pacientes chegaram a passar mais de sessenta anos no hospital, abandonados por suas famílias ou distantes de sua pátria natal. As maletas  carregam os vestígios das ricas e complexas existências dos seus portadores antes do internamento no Willard Center. Realmente tocante.

The suitcases and the life stories of the people who owned them raise questions that are difficult to confront.  Why were these people committed to this institution, and why did so many stay for so long?  How were they treated?  What was it like to spend years in a mental institution, shut away from a society that wanted to distance itself from people it considered insane?

Aqui o site oficial da exposição, com fotos e histórias de alguns pacientes.

Mais fotos das malas feitas pelo fotógrafo Jon Crispin podem ser vistas aqui e aqui.

Aqui, o livro na Amazon.com.

:: Posts relacionados: Fotografias da alma, História ilustrada da psiquiatria, Musas da histeria, Três hospícios

No comments yet.

Leave a Reply