A familia e o álcool

família álcool alcoolismo temperança

Quem acompanha este blog deve lembrar da ilustração “A evolução do bebarrão – do primeiro copo ao cemitério”, feita para reforçar a idéia de abstinência do “movimento da temperança” (teetotalism).

Na mesma linha, encontrei um libreto francês feito por volta de 1900 que sublinha os problemas relacionados ao uso de álcool. Clique na imagem acima para ver a sequência.

Gosto particularmente da imagem que ilustra “A loucura“(La folie).

 

:: Posts relacionados: O bêbado e a escadaPerigos do prazer solitárioEtilismo vintage na USSR

2 Responses to “A familia e o álcool”

  1. Maria...
    09/10/2012 at 10:48 am #

    Sempre tive dúvidas sobre álcool e bipolaridade e mais…sobre ele e o lítio . Confesso que bebo cervejas mais que vinho regularmente, mas não sou viciada e sem o hora de parar. Mas percebo alguma alteração no meu humor quando bebodoses altas…. e noutras vezes não.

    Virou um hábito beber pintando telas..e sem perceber já me dei conta ter concluido garrafa de vinho ou cervejas durante a criação da pintura..

    Se puder contribuir mais sobre esse tema servirá para meu caso e todos na mesma situação.

    Seu blog é ótimo.

    abraços
    Maria

    • S. Albuquerque
      09/10/2012 at 6:53 pm #

      Maria,

      Recomendo a todos os meus pacientes com t. bipolar que não bebam.

Leave a Reply