Eureka!

arquimedes eureka epifania pensamento psicologia

Encontrei um texto bacana no Open Culture sobre o processo mental que nos leva, como o filósofo Arquimedes, a ter epifanias durante o banho.

É claro que por “banho” deve-se entender qualquer atividade mais ou menos automática e corriqueira que nos faz desligar um pouco dos pensamentos habituais.

Há várias teorias. Uma delas sugere que esse modo “piloto automático” propicia o aparecimento de livres-associações, o que é sinônimo de novas ideias. Outra hipótese e que o relaxamento provocado por atividades simples, levam ao aumento da atividade das vias dopaminérgicas, o que aumentaria a criatividade.

The intuitive revelations we have while showering or performing other mindless tasks are what psychologists call “incubation.”(…) what all of this research suggests is that peak creativity happens when we’re pleasantly absent-minded. Or, as psychologist Allen Braun writes, “We think what we see is a relaxation of ‘executive functions’ to allow more natural de-focused attention and uncensored processes to occur that might be the hallmark of creativity.”

Vale a pena ler: Why You Do Your Best Thinking In The Shower: Creativity & the “Incubation Period”

:: Leia também aqui no blog  Vontade de pularCriptomnésiaPensamento divergente e criatividade

No comments yet.

Leave a Reply