Doutor no Google

google psiquiatria médico

Uma artigo interessante no New York Times aponta para a crescente preocupação de pacientes em ver informações sobre seus psiquiatras no Google. Uma preocupação agora compartilhada pelos próprios profissionais.

I knew my psychiatric practice was forever changed the day a patient arrived with a manila folder stuffed with printouts and announced that it contained the contents of a Google search that he had done on me.(…) I’d forgotten that many of these documents existed, and there were others I’d never seen or heard about. My patient knew things about me that I didn’t know.

A tendência tem crescido muito nos EUA e Inglaterra, e criado desconforto generalizado. Fica a pergunta, será que o paciente deve levar em consideração aspectos da vida íntima e familiar de seus profissionais? Até que ponto essas informações podem atrapalhar na relação terapêutica? Leia lá: Do You Google Your Shrink?

Ainda não há respostas firmes, já que o fenômeno é novo. Por via das dúvidas eu opto pelo caminho da discrição [possível].

:: Leia também aqui no blog  InterioresA internet pode te deixar louco?Eu tenho um terapeuta

No comments yet.

Leave a Reply