Tag Archives: alucinações

Chá de Zabumba

Aqui no Ceará é comum ouvir relatos de um potente alucinógeno normalmente consumido em forma de chá nas praias e obtido de uma planta local, a Zabumba. As histórias, com ares de lenda urbana, normalmente envolvem surfistas e desfechos trágicos ocasionados por alucinações visuais e delírios incontroláveis.

O documentário A Figueira do Inferno (clique para assistir) é uma viagem etno-botânica pelo Nordeste brasileiro em busca dos efeitos farmacológicos da Brugmansia. O filme ilustra os usos medicinais e xamânicos da planta, que recebe vários nomes a depender da geografia: Zabumba, Trombeta, Erva-dos-feiticeiros e Erva-do-diabo.

O gênero Datura, que é muito próximo da Brugmansia, também é utilizado em rituais indígenas e sua ingestão inspirou o famoso livro “A Erva do Diabo“ do antropólogo Carlos Castañeda.

(A dica do documentário é do amigo Rafael Baquit)

:: Posts relacionados: As viagens de Oliver SacksSob efeito da arteRobert Crumb sobre o LSD

Leave a Comment

Sob efeito da arte

 

O artista Bryan Lewis Saunders conduziu uma experiência artística curiosa: durante agumas semanas usou diariamente uma droga ou medicação diferente e, sob o efeito da substância, desenhou um auto-retrato.

O resultado pode ser visto aqui. Os desenho são muito interessantes, mas é importante ter em mente que em alguns dos ‘experimentos’, o resultado é mais influenciado pela licença artística do que pela substância em si. Fármacos como sertralina (um antidepressivo), cefalexina (um antibiótico) e ziprasidona (um antipsicótico) nas doses tomadas pelo artista não têm nenhum efeito significativo sobre a sensopercepção.

Mesmo assim, vale a pena ver a galeria (clique na imagem)

Quem acompanha o blog deve lembrar que escrevi sobre uma experiência semelhante aqui.

Atualização: veja uma entrevista com o artista –  Bryan Saunders: portrait of the artist on crystal meth

:: Posts relacionados: Desenhando com o lado lisérgico do cérebroRobert Crumb sobre o LSDLições de um cérebro danificado

Leave a Comment

O que a mente vê

 

Eu sei que está um pouco cansado falar bem ou indicar as palestras da TED, mas essa apresentação de 2009 do neurologista e escritor Oliver Sacks vale a recomendação.

Sacks fala da síndrome de Charles Bonnet, que é a ocorrência de alucinações visuais em pacientes com algum grau de déficit visual. Alucinose seria o termo psicopatológico mais preciso, já que o doente percebe a alteração sensoperceptiva como algo estranho à vida psíquica ou, como se diz em psiquiatria, faz crítica ao fenômeno. Oliver Sacks chama a atenção para este fato ressaltando que, nas psicoses, o doente interage ou “acredita” nas alucinações auditivas ou visuais produzidas pelo cérebro.

Charles Bonnet descreveu a síndrome em 1760 a partir do relato das alucinações (ou alucinose) que seu avô experimentava. Depois de 250 anos ainda tentamos entender como o cérebro funciona nessa condição particular.

Dê play e assista ao vídeo, que tem legendas em português.

:: Posts relacionados: Mapas do cérebroCébrebro divididoOmnia Vincit CantusAssim é se lhe parece

Um teste para alucinações

Já escrevi sobre pareidolias aqui no blog.

Um estudo recente avaliou a capacidade de perceber pareidolias em pacientes com demência e controles saudáveis. Foram mostradas imagens como as acima, um pouco borradas e com possibilidade de intepretações dúbias por conta de pareidolias, para todos os participantes. Em seguida foi perguntado sobre o que viam.

Não houve diferença de interpretações das imagens entre as pessoas saudáveis e aquelas com Alzheimer, porém, nos pacientes com um tipo específico de demência – chamada demência com corpos de Lewy – houve uma tendência maior a ver coisas que não estavam nas fotos.

Pareidolias were observed in patients with dementia with Lewy bodies who had visual hallucinations as well as those who did not have visual hallucinations, suggesting that pareidolias do not reflect visual hallucinations themselves but may reflect susceptibility to visual hallucinations.

O teste tem sido chamado de Pareidolia Test e parece se mostrar útil na detecção da demência por corpos de Lewy.

Veja o artigo completo aqui: Pareidolias: complex visual illusions in dementia with Lewy bodies

(achei no Neuroskeptic)

:: Posts relacionados: Assim é se lhe pareceEnxergando de olhos fechadosOmnia Vincit Cantus

Leave a Comment

Alucinações ao piano

Um paper recente investiga a natureza das alucinações visuais relatadas pelo compositor Frédéric Chopin (1810-1849). Segundo os pesquisadores do estudo a alteração psicopatológica do autor de célebres Noturnos seria provavelmente decorrente de uma epilepsia do lobo temporal.

Chopin costumava descrever vívidas e breves alucinações lilliputianas (alucinações visuais cujos objetos  podem ser pessoas ou criaturas diminutas) em cartas aos amigos.

The visions he described, such as demons crawling out of his piano, are now known as Lilliputian hallucinations: detailed visions of people or objects that are much smaller than they are in life. The authors rule out schizophrenia and other common psychoses because Chopin’s hallucinations were visual, not auditory, and because he lacked other telltale symptoms such as eye problems or migraines.

Aqui, o link para a matéria da Science: Frédéric Chopin’s ‘Madness’ Diagnosed

(Dica de Carlos Clayton)

:: Posts relacionados: Ouvindo cores, Jazz e transtorno mental

Leave a Comment