Tag Archives: anti-psiquiatria

O coração da loucura e a metonímia

psiquiatria lados

Em abril deste ano deve estrear uma cinebiografia sobre a psiquiatra brasileira Nise da Silveira. Já escrevi sobre o trabalho dela aqui.

Intitulado Nise – O coração da loucura, o filme mostra a trajetória da doutora durante o período de criação do famoso serviço de terapia ocupacional da Casa das Palmeiras no Rio de Janeiro.

Pelo trailer dá pra intuir que o filme lança mão do velho tropo cinematográfico do herói incompreendido contra o Mal institucional; no caso, o batido drama da maléfica psiquiatria biológica sendo desmoralizada pela subjetividade triunfante de uns poucos rebeldes (vide Um estranho no ninho).

Lendo uma crítica recente feita ao documentário In the Mind, feito pelo ator e autor britânico Stephen Fry sobre a doença mental (Fry é portador de transtorno bipolar e ativista), fica evidente que esse tipo de visão distorcida do que é a psiquiatria ainda persiste. Na crítica, o autor acusa Fry de se render a um modelo simplista – e fatalista – de explicação das doenças mentais, que vem a ser o mesmo modelo imposto pela psiquiatria vigente.

Esse modelo, pelos olhos de seus detratores, retrata a especialidade como ingênua, reducionista e à mercê da indústria farmacêutica e de manuais diagnósticos. Em suma, incapaz de compreender as sutis manifestações da natureza humana que habitam por entre os fatos científicos. Nada mais equivocado.

Não há anjos nem demônios nesse campo. E esse campo não deve ser um campo de batalha. Considerar que todo psiquiatra é (ou foi) o vilão na história de alguém é o mesmo que considerar que todo alemão é (ou foi) nazista.  A verdadeira simplificação mora na crença de que a vida é como o cinema, onde há heróis e vilões absolutos, polarizados – psiquiatras e anti-psiquiatras; psiquiatras biológicos e psiquiatras subjetivistas; Nise da Silveira e os outros psiquiatras. É aí quando se cai na armadilha da generalização. A metonímia – tomar a parte pelo todo – nesse caso, além de planificar a realidade complexa da saúde mental, atrapalha o avanço da compreensão das doenças mentais e a redução do estigma a elas associado.

:: Leia também aqui no blog Imagens do inconscienteA psiquiatria respondeAlém do preconceito

Leave a Comment