Tag Archives: artigo

Pornografia: não é o que você pensa

Um grupo de pesquisadores nos EUA resolveu testar a seguinte hipótese: deveria haver um grande número de casos de abuso sexual na infâncias entre as atrizes de filme pornô. Parece óbvio que sim pois, afinal, que pessoa com uma infância saudável ser tornaria uma estrela de filmes de sexo explícito?

Surpresa: a hipótese não se confirmou.

O estudo comparou 117 atrizes pornô com uma amostra pareada para idade, etnia e estado civil de mulheres “comuns”. O resultado: o grupo de atrizes apresentava maior capacidade de ter prazer com o sexo e não houve uma incidência maior de abuso sexual na infância quando comparado ao grupo de mulheres comuns. Outra coisa é que, em termos de características psicológicas,  as operárias do sexo tiveram maiores níveis de auto-estima, sentimentos positivos,  suporte social, satisfação sexual e espiritualidade quando comparadas ao outro grupo.

Não acredita?  Leia o estudo na íntegra: Pornography Actresses: An Assessment of the Damaged Goods Hypothesis

Metódo Científico: desde o século XVII, derrubando preconceitos.

:: Posts relacionados: Sexo, anos 60, Perigos do prazer solitário, O útero errante

Leave a Comment

Mais um sobre criatividade

Ernest Hemingway (1899-1961)

 

Sim, mais um estudo sobre um assunto que me interessa muito: a relação entre criatividade e transtorno mental.

Um  estudo retrospectivo feito na Suécia, com uma amostra de 300.000 pessoas com transtorno mental internadas entre 1973 e 2003 (sim, eles lá têm todos esses dados!) mostrou pelo menos dois achados relevantes. Primeiro: ter transtorno bipolar ou se parente de uma pessoa com a doença associou-se à maior chance de ter uma “profissão criativa” – atividades como as de artista visual, ator, escritor, músico e profissional acadêmico foram incluídas nesse grupo de ocupação.

O segundo achado, mais complexo, é  que, na esquizofrenia, apenas o parentesco relacionou-se à uma maior chance de ter uma profissão criativa. O fato de ser portador de esquizofrenia não apareceu associado a esse parâmetro para medir a criatividade.

O artigo na íntegra pode ser acessado aqui por quem assina o British Journal of Psychiatry. Aqui, há uma ótima análise do artigo (inclusive das possíveis falhas metodológicas).

(via Neuroskeptic)

:: Posts relacionados: Mania criativa, Fogueira da criatividade, Jazz e transtorno mental

Leave a Comment