Tag Archives: jazz

Intermezzo

 

Billie Holiday hoje faria 98 anos. Acho que nada de novo pode ser dito sobre a voz mais bonita e triste do jazz. Dê o play no vídeo e deixe a Lady Day falar por si.

Intermezzo

 

Só recentemente me dei conta que a linda música I Get a Kick Out of You de Cole Porter é sobre tédio.

Apesar do ritmo dançante a letra fala de um profundo taedim vitae.

My story is much to sad to be told
But practically everything leaves me totally cold
The only exception I know is the case
When I’m out on a quiet spree, fighting vainly the old ennui
And I suddenly turn and see
Your fabulous face

(Atenção para a espetacular interpretação de Ella Fitzgerald e para a letra da segunda estrofe, escrita em uma época em que usar cocaína era socialmente aceito e falado abertamente.)

Cérebro e criatividade musical

Play what you hear, not what you know — Miles Davis

Encontrei um ótimo texto que lança luz sobre os aspectos – bastante complexos – do processo criativo na música:  Musical Creativity and the Brain

Para os preguiçosos, vão abaixo os pontos mais interessantes do texto:

  • A neurociência da criatividade é um campo – novíssimo, vasto e ainda pouco explorado –  que tem crescido junto com o desenvolvimento de técnicas de imagem neurofuncionais;
  • O que há por trás do que consideramos “inspiração” não é uma explosão de aleatoriedade e caos, mas uma série coordenada de processos cognitivos corriqueiros;
  • As funções do córtex pré-frontal relacionadas à resolução de problemas parecem ser fundamentais para o processo criativo;
  • As funções do cérebro desativadas durante a improvisação – as funções executivas – parecem ser  as mesmas desativadas durante o sonho, a hipnose e a meditação. Por outro lado, as ativadas são as mesmas da linguagem e das habilidades sensório-motoras;
  • Improvisações feitas em grupo – num quarteto de jazz, por exemplo – ativam as áreas cerebrais dos músicos relacionadas à linguagem (Wernicke e Broca). Então é REALMENTE como se eles estivessem conversando.
  • Os estudos até agora apontam que não há apenas uma área ou um único processo ligado à criatividade musical.

Atualização: um amigo me mandou um documentário genial da década de 60 com o legendário pianista Bill Evans, que levanta uma enorme placa escrita “EU JÁ SABIA!” para as informações recém-descobertas pela neurociência. Assistam e comprovem.

:: Posts relacionados: Cérebros em sintoniaGershwin e os movimentos do humorAs vias musicais da emoção, Jazz e transtorno mental

Leave a Comment