Tag Archives: Jorge Luis Borges

O Duplo

O delírio de Capgras é também conhecido como delírio do sósia ou do duplo. Nessa alteração patológica do juízo de realidade o paciente crê que pessoas do seu convívio foram substituídas por sósias ou impostores. Essa manifestação é encontradiça não só nos quadros mentais orgânicos como as demências – quando há um prejuízo na capacidade de reconhecer rostos (prosopagnosia) – , mas também na esquizofrenia e em outros quadros psicóticos.

Encontrei uma revisão recente (em espanhol) muito boa sobre o assunto:  El delirio de Capgras: Una revisión

Otras variantes de este defecto en la identificación son el Síndrome de Frégoli (el paciente cree que uno o más individuos han alterado su apariencia para asemejarse a personas familiares), la intermetamorfosis (el paciente cree que las personas de su entorno han intercambiado sus identidades) y el síndrome de dobles subjetivos (el paciente está convencido de que existen dobles exactos a él).

Na literatura, autores como Dostoiévski, Borges e Poe se interessaram pela figura do duplo. Numa rápida pesquisa, achei este outro artigo, sobre o duplo na literatura de Jorge Luis Borges. O enfoque é dado sob a ótica da teoria de Jung.

Na literatura, na arte, na mitologia ou na história, o simbolismo do duplo se faz presente com todas as sugestões filosóficas, psicológicas e morais que em sua aparência e conteúdo se pode perceber. O duplo, que tanto revela quanto amedronta quem com ele se defronta, está presente na duplicação da figura humana ou da personalidade, como podemos ver na lenda do Narciso, ou no livro intitulado “OMédico e o Monstro” de Robert L. Stevenson.

::Posts relacionados: Medo e delírio na raveDelírio ilustradoAmor deliranteEpônimos

 

Leave a Comment