Tag Archives: Segunda Guerra

Do trauma à luz

 

O documentário Let there be light (USA, 1946) demorou trinta e cinco anos para sair das gavetas da censura americana. Sua primeira exibição, no Festival de Cannes em 1981, trouxe à luz o filme esquecido do grande cineasta americano John Huston, feito sob encomenda pelo deparatmento de propaganda do exército dos EUA.

O filme mostra o tratamento dado a ex-combatentes da Segunda Guerra incapacitados pelos traumas psíquicos do combate. O motivo da censura foi meramente político: no período, o trauma de guerra – principalmente no âmbito militar – era visto como algo que acometia somente pessoas “fracas”. Como o filme mostra soldados humanizados, bem diferentes dos heróis de guerra imbatíveis imaginados pela população americana, as forças armadas consideraram o documentário um potencial material de anti-propaganda.

Assista acima ao documentário completo (sem legendas) disponível no YouTube.

Clique aqui para ver mais material sobre transtorno de estresse pós-traumático e neuroses de guerra.

:: Posts relacionados: Um transtorno modernoNeuroses de guerraShell Shock

O prontuário de Hitler

Em 1918, no hospital militar de Pasewalk, o psiquiatra professor Edmund Forster trata, por meio da hipnose, o cabo Adolf Hitler de uma “neurose de guerra” (cegueira histérica). Em 1933, Hitler assume o poder sobre a Alemanha nazista. Pouco tempo depois, Forster entra em contato com um grupo de escritores que viviam em exílio em Paris e passa sigilosamente a eles os seus conhecimentos sobre o caso.

A Revista de Psiquiatria Clínica publicou em 2006 um artigo interessante sobre o prontuário médico do Fürer. O boletim médico original desapareceu e a trágica história que o envolve termina com três assassinatos e dois suicídios.

Pelas atuais classificações o jovem Adolf Hitler – com 29 anos à época do internamento  -  receberia hoje o diagnóstico de anestesia e perda sensorial dissociativa.

Leia aqui o artigo completo- A cegueira histérica de Adolf Hitler: histórico de um boletim médico

:: Posts relacionados: Na cabeça de HitlerNeuroses de guerraNeuroses de guerra II

Leave a Comment

Na cabeça de Hitler

Quem curte ler sobre a Segunda Guerra vai gostar desse texto publicado no Research News da Universidade de Cambridge sobre um perfil psicológico de Hitler feito em 1942.

O documento, até então mantido sob sigilo, foi elaborado pelo cientista social Mark Abrams a pedido da Inteligência Britânica. No relatório, feito a partir da análise de discursos do ditador alemão, Abrams especula sobre a gestação de idéias paranóides e messiânicas na mente de Hitler frente à possibilidade da derrota alemã, que apontava no horizonte três anos após o início dos combates.

“Hitler is caught up in a web of religious delusions,” MacCurdy concluded. “The Jews are the incarnation of Evil, while he is the incarnation of the Spirit of Good. He is a god by whose sacrifice victory over Evil may be achieved. He does not say this in so many words, but such a system of ideas would rationalise what he does say that is otherwise obscure.”

Leia aqui a matéria: Inside Hitler’s mind

:: Posts relacionadosBobby Fischer contra o mundoMK-ULTRAKraepelin e a paranoia

Leave a Comment